BLOG

  • Lais Cattassini

O Mundo em Teksto - 26/04

Atualizado: 17 de Mai de 2019

Para variar, a semana foi intensa no noticiário nacional, não é mesmo? Para os que não conseguiram acompanhar o que aconteceu no resto do mundo, chega a newsletter da Teksto.


Começamos com a repercussão dos atentados no Sri Lanka, que deixaram mais de 200 pessoas mortas. É importante observar o aumento da perseguição religiosa em todo o mundo.


Nesta edição também falamos sobre a eleição presidencial na Ucrânia, o referendo que pode colocar o Egito em uma nova ditadura, os conflitos na Irlanda do Norte e as possíveis consequências do relatório de Mueller para Donald Trump.


Aqui está O Mundo em Teksto...




Após os atentados no Sri Lanka…


No domingo de Páscoa, ataques terroristas em três igrejas católicas e três hotéis no Sri Lanka deixaram ao menos 250 pessoas mortas e mais de 400 feridos. As autoridades do país atribuíram o ataque ao grupo terrorista local National Thowheed Jamaath, mas o Estado Islâmico logo assumiu a responsabilidade. Foi um ataque contra cristãos e turistas, supostamente em resposta aos ataques a mesquitas na Nova Zelândia no dia 15 de março deste ano. A situação no Sri Lanka evidencia a propagação de conflitos religiosos, principalmente no sudeste asiático. O país é de maioria budista e muçulmanos já foram vítimas da violência na região. Agora foi a vez dos cristãos, que estão se tornando um alvo cada vez mais frequente de extremistas na Ásia.


Saiba mais:

New York Times - Explosões que tinham cristãos como alvo matam centenas no Sri Lanka

New York Times - Minorias religiosas ao redor da Ásia sofrem com política de sectarismo

BBC - Tudo sobre o ataque no Sri Lanka

AP News - Sri Lanka vive luto e Estado Islâmico assume autoria de ataques

Washington Post - Páscoa sangrenta no Sri Lanka chama a atenção para uma nova ameaça terrorista

Washington Post - Ataques no Sri Lanka mostram que o Estado Islâmico mantém sua influência

New York Times - Muçulmanos do Sri Lanka enfrentam revolta após ataques

Der Standard - Alerta: Sri Lanka aconselha cristãos e muçulmanos a evitarem igrejas e mesquitas



O novo presidente da Ucrânia é um comediante


Com mais de 70% dos votos, o comediante Volodymyr Zelensky foi eleito presidente da Ucrânia. Zelensky não tem experiência com política, a não ser por sua atuação no papel de presidente em uma série de TV. O fato de Zelensky não ser um político profissional foi justamente o que convenceu os eleitores ucranianos, cansados da “velha política”.


Saiba mais:

Foreign Policy - Como um judeu conquistou a terra dos cossacos

New York Times - Volodymyr Zelensky, de comediante na TV a presidente da Ucrânia

Quartz - O novo presidente da Ucrânia já interpreta o papel na TV

Le Monde - Com a vitória de Zelensky, Ucrânia dá uma chance ao desconhecido

BBC - Comediante Zelensky vence a presidência da Ucrânia

El País - Volodomyr Zelensky, presidente na TV e na vida real



Egito vota para manter presidente no poder até 2030


Após três dias de votação, o Egito decidiu realizar alterações em sua constituição, permitindo que o presidente Abdel Fatah el-Sisi continue no cargo até 2030. As mudanças também dão ao governo poder sobre o sistema judiciário e deu ao exército maior espaço na política. A votação foi criticada por associações internacionais de direitos humanos, que denunciaram compra de votos com alimentos e caronas até postos eleitorais. Analistas enxergam a decisão como um retorno do país ao autoritarismo. Em 2011, o ditador Hosni Mubarak foi deposto e, em 2013, el-Sisi liderou o movimento para derrubar o presidente islâmico eleito. El-Sisi ocupa o cargo de presidente desde então.


Saiba mais:

Washington Post - Eleitores recebem ofertas de carona e comida para votar no referendo sobre el-Sisi no Egito

The Guardian - Egípcios vão às urnas votar em referendo para manter Sisi no poder

The New York Times - Egito aprova nova força para el-Sisi, o líder forte do país

Bloomberg - Três dias de festa terminam com Egito dizendo ‘sim’ para mais tempo de governo para Sisi

Der Standard - Gudrun Harer: Referendo sobre a constituição no Egito - A Democracia de Sisi



Uma nova ameaça terrorista na Irlanda do Norte


Um grupo denominado “Novo IRA” assumiu a responsabilidade pelo assassinato da jornalista Lyra McKee em Derry, Irlanda do Norte, na semana passada. McKee foi morta durante um confronto de católicos e nacionalistas com a polícia. Sua morte, e o novo grupo, relembram o período na Irlanda do Norte em que mais de 3.500 civis morreram em consequência da violência entre católicos, que defendiam a independência do país, e protestantes, que defendiam a união sob a coroa britânica. O Novo IRA é um dos maiores grupos que surgiu a partir do IRA, o Exército Revolucionário Irlandês. As ações do grupo, acusado de atacar policiais, reservas do exército e agências governamentais, evidenciam a fragilidade do Acordo da Sexta-Feira Santa, que mantém a paz na região desde 1998 e é um dos maiores obstáculos do Brexit.


Saiba mais:

The Guardian: Ameaça falsa de bomba em Derry: homem será julgado por causa de aparato suspeito

RTÉ: ‘Novo IRA’ admite ter matado a jornalista Lyra McKee

The New York Times: Novo I.R.A. pede desculpas pela morte de jornalista na Irlanda do Norte

Der Standard - Irlanda do Norte: Onde ainda mora o terror

BBC - Lyra McKee: ‘Novo IRA’ admite ter matado jornalista



As consequências do relatório Mueller


A divulgação do relatório do conselheiro especial Robert Mueller sobre a influência da Rússia nas eleições americanas colocou o partido democrata em posição de considerar o impeachment de Donald Trump. A oposição está dividida. Alguns acreditam que o relatório traz evidências o suficiente para pedir pelo impeachment e, ao não dar início ao processo, os democratas estariam compactuando com um comportamento criminoso. Outros preferem esperar as eleições de 2020, alegando que entrar com o pedido de impeachment pode ajudar Trum politicamente. Por ora, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, tem se mostrado contra o processo.


Saiba mais:

The New York Times - Pelosi pede cautela sobre o assunto de impeachment enquanto alguns democratas fazem pressão para que seja dado início ao processo

The New York Times - Opinião - Existe um prêmio maior que o impeachment

The Washington Post - Por dentro da longa busca do conselheiro especial Robert Mueller para descobrir se a campanha de Trump havia conspirado com a Rússia

The Washington Post - Opinião - A campanha de Trump conspiroucom os russos. Mueller comprovou isso.

Washington Post - O que os democratas devem fazer agora

Washington Post - Como e quando realizar o impeachment de Trump



Como o Paraguai está lidando com a corrupção


Cansados de esperar o sistema judiciário do Paraguai tomar uma atitude contra políticos corruptos, os paraguaios resolveram fazer justiça com as próprias mãos, atirando ovos e papel higiênico em políticos acusados de desvio de verbas públicas. Fica a dica.


Saiba mais:

The New York Times - No Paraguai, lutando contra corrupção com ovos e papel higiênico

Le Monde - Com panelas e papel higiênico, paraguaios envergonham políticos corruptos.



De olho na semana que vem: Eleições na Espanha


Os espanhóis irão às urnas no domingo para eleger um novo primeiro ministro. Assim como outros países europeus, a Espanha tem visto o levante da extrema-direita. Entretanto, pesquisas sugerem que o PSOE, o partido socialista, sairá vitorioso.


Saiba Mais:

Foreign Policy - O impasse político na Espanha vai durar para sempre

El País - Pedro Sánchez: “Existe um risco real de que a direita se junte à extrema direita

Der Spiegel - Eleição na Espanha: Aproximação com a direita nas estufas



O Brasil lá fora…


Como a imprensa internacional viu o Brasil essa semana…


Reuters - Bolsonaro não é mais contra a privatização dos correios

Foreign Policy - Taxa de assassinatos no Brasil caiu muito

Bloomberg - Reforma da previdência no Brasil é aprovada em primeira votação

The Guardian - O Brasil não pode se tornar um “paraíso do turismo gay”, diz Bolsonaro

BBC - Povo indígena brasileiro: “lutamos para sobreviver”

The Guardian - Polícia apreende papagaio treinado por traficantes no Brasil

BBC - Bolsonaro: Brasil não pode ser “paraíso do turismo gay”



Já pensou em enviar a seus clientes internacionais notícias sobre o Brasil em inglês? Ou deixar seus parceiros informados sobre o seu ramo de negócios? A Teksto pode te ajudar!


Somos uma agência de produção de conteúdo bilíngue e tradução e temos a solução para todas as suas necessidades de marketing digital. Entre em contato!




0 visualização
ContatO
Contact info
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Twitter Icon

©Teksto