BLOG

  • Lais Cattassini

O Mundo em Teksto - 12/04

Atualizado: 17 de Mai de 2019

A edição de O Mundo em Teksto desta semana representa bem o que nos levou a criar essa newsletter: queríamos dar espaço a notícias (e fontes) que nem sempre são as mais lidas, priorizando regiões que nem sempre têm destaque na imprensa brasileira. Com notícias sobre a Líbia, o Sudão e o Irã, esperamos fazer exatamente isso.


Queremos facilitar as coisas para que você saia da sua bolha de notícias! Está funcionando? Então recomende a newsletter para seus amigos.


E lembre-se da Teksto quando precisar traduzir aquela campanha que veio do cliente global, o press release que precisa sair hoje ou ainda quando estiver pensando em ampliar o seu negócio e tornar seu site bilíngue!


Esse é o Mundo em Teksto!




Vitória de Netanyahu dificulta as coisas na Palestina

O povo israelense reelegeu Benjamin Netanyahu para primeiro-ministro do país, seu quinto mandato. Durante a campanha, Netanyahu prometeu fortalecer a soberania do Estado de Israel, dificultando ainda mais as negociações de paz com a Palestina. Apesar de, na prática, o governo continuar o mesmo, as promessas de Netanyahu durante a campanha e sua aproximação com eleitores de extrema-direita indicam que Israel pode avançar sobre a Cisjordânia e anexar mais territórios.

Saiba mais:

New York Times - Com a vitória de Netanyahu, árabes enxergam mais um obstáculo para um estado palestino

Reuters - Netanyahu vence e adversário concede derrota

Haaretz - Netanyahu reeleito: tudo o que você precisa saber sobre os escândalos de corrupção do primeiro-ministro

New York Times - Eleições em Israel: como o país escolhe um líder e o que está em jogo

Slate - O futuro da solução de dois estados está em jogo

Der Standard - A pílula da oposição contra Netanyahu não funcionou



A Itália quer liderar a direita populista na Europa

Às vésperas das eleições para o parlamento europeu, a Itália está se movimentando para formar uma aliança populista de direita. Matteo Salvini, político italiano que é anti-imigração, realizou essa semana uma reunião em Milão chamando por representantes populistas de extrema-direita da França, Bélgica, Áustria, Finlândia e Dinamarca. Apesar de terem posicionamentos econômicos diversos - alguns defendendo o liberalismo, outros o protecionismo - os políticos têm um sentimento em comum: acreditam que a imigração, principalmente proveniente de países islâmicos, é prejudicial para a Europa.

Saiba mais:

New York Times - Matteo Salvini anuncia nova aliança europeia de populistas de extrema-direita

France 24 - Salvini pede por união da extrema-direita frente a eleições da UE

Politico - Partido de extrema-direita da Áustria se junta à Itália



Trump deixou a relação com o Irã ainda mais tensa

Na segunda-feira, Donald Trump classificou a Guarda Revolucionária do Irã, um braço do exército do país, como uma organização terrorista internacional. A decisão, que impõe sanções econômicas às tropas e também a empresas que tenham laços com a Guarda, é mais uma ferramenta utilizada por Trump para tentar pressionar o país. O Irã devolveu na mesma moeda, com o presidente iraniano Hassan Rouhani dizendo que os Estados Unidos são o “verdadeiro líder do terrorismo mundial”.

Saiba mais:

El País - EUA classificam Guarda Revolucionária do Irã como “grupo terrorista”

New York Times - Trump classifica Guarda do Irã como grupo terrorista internacional

Le Monde - Trump amplia sanções contra o Irã

France 24 - Presidente do Irã chama EUA de “líder mundial do terrorismo”



Há um sério conflito acontecendo na Líbia

A Líbia é palco de uma guerra civil desde 2014, mas essa semana as coisas complicaram com o avanço do grupo liderado por Khalifa Haftar em Tripoli, capital do país. Até então conflitos menores vinham acontecendo isoladamente em outras regiões. Desde que o conflito se intensificou, cerca de 50 pessoas foram mortas e mais de 4 mil habitantes tiveram de deixar Tripoli, segundo a ONU.

Saiba mais:

El País - A ofensiva do general rebelde Haftar deixa a Líbia próxima de uma guerra

El País - Haftar, o poderoso senhor da guerra que ameaça Tripoli

The Guardian - Crise na Líbia se agrava

Reuters - Milhares deixam Tripoli por causa de conflito

Quartz - O líder militar à frente do conflito na Líbia



Após 4 meses de protestos, presidente do Sudão é removido do poder

Omar Hassan al-Bashir, presidente do Sudão há 30 anos, foi removido do poder pelo exército do país após quatro meses de protestos. As manifestações populares começaram após o governo anunciar o aumento do preço do pão. Desde então, ao menos 20 pessoas morreram em decorrência dos conflitos. Na quinta-feira, o ministro da defesa do país, General Awas Mohamed Ahmed Ibn Auf anunciou que al-Bashir foi preso, o governo dissolvido e a constituição suspensa. Os militares ficarão no poder por dois anos, um período de transição.

Saiba mais:

The Guardian - Manifestantes são mortos no Sudão

Reuters - Bashir removido do poder por militares. Manifestantes querem governo civil

Le Monde - No Sudão, presidente Omar al-Bashir é removido do poder

New York Times - Omar Hassan al-Bashir é removido da presidência do Sudão



Quem aguenta mais sete meses de Brexit?

A União Europeia aprovou o adiamento do Brexit até 31 de outubro, uma extensão mais longa do que queria Theresa May. A primeira-ministra do Reino Unido pretendia evitar a participação do país nas eleições parlamentares da União Europeia realizando o Brexit até o dia 30 de junho. Porém, tendo em vista o caos em que seu governo se encontra, ninguém acredita que ela conseguirá estabelecer um acordo tão cedo. May continua com a negociação que não leva a nada e ainda paira no ar a possibilidade de Reino Unido eleger um novo líder ou até mesmo realizar um novo referendo sobre o Brexit. Continuamos aguardando.

Saiba mais:

Der Standard - Prorrogação do Brexit até 31/10 força Reino Unido a participar daquela que talvez seja a mais difícil das eleições europeias

Business Insider - O que acontece agora que o Brexit foi prorrogado até 31/10?

The Guardian - Theresa May concorda com Brexit em outubro e Tusk avisa para não perder tempo

El País - UE concorda com extensão do Brexit

New York Times - UE extende prazo do Brexit para 31 de outubro



O Brasil lá fora…

Como a imprensa internacional noticiou o Brasil...

Clarín - Jair Bolsonaro, 100 dias de governo entre intrigas, erros e popularidade em baixa

Der Standard - Depois de 100 dias de Bolsonaro: Desilusão e Medo no Brasil

The Guardian - 10 soldados presos após atirarem 80 vezes contra carro de família

Straits Times - Militares brasileiros atiram 80 vezes contra carro de família a caminho de chá de bebê

Nature - Governo brasileiro congela cerca de metade dos gastos com ciência

The Guardian - Brasil substitui ministro da educação de extrema direita por homem que acredita em teoria da conspiração

Bloomberg - Brasil deve pagar US$ 9 bilhões à Petrobras em acordo contratual


Assine a newsletter para receber notícias como essa toda semana!

18 visualizações
ContatO
Contact info
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Twitter Icon

©Teksto