BLOG

  • Lais Cattassini

O Mundo em Teksto - 01/03

A semana foi intensa no noticiário internacional! Em quase todos os continentes houve tensão. Você conseguiu acompanhar?


O envolvimento de grandes potências nucleares nas tretas dessa semana merece atenção. E é por isso que a newsletter O Mundo em Teksto chega nesta sexta-feira para vocês um pouco mais recheada e mais tarde do que o normal.


Traduzimos e resumimos algumas das notícias mais importantes da semana. E ainda vamos atrás daquela visão particular de um acontecimento que só os jornais locais têm!

Que tal recomendar O Mundo em Teksto para seus amigos? Manda esse link aqui para aquela pessoa que nem sabe direito onde fica o Paquistão, que dirá o que está acontecendo por lá!


Aqui está O Mundo em Teksto…




A tensão entre duas potências nucleares

Índia e Paquistão nunca foram lá muito amigos. Nessa semana a tensão entre os dois países aumentou quando, em resposta a um ataque terrorista que matou ao menos 49 indianos na região da Caxemira, a Índia realizou um ataque aéreo terras paquistanesas. Em resposta, o Paquistão abateu dois aviões indianos e manteve um piloto preso até quinta-feira. O piloto foi solto na esperança de acalmar a situação. O primeiro-ministro paquistanês Imran Khan disse que a atitude era um ato de paz e lembrou que ambos os países possuem armas nucleares.

Saiba mais:

Foreign Policy - A Índia e o Paquistão estão à beira de uma guerra por água?

New York Times - Paquistão diz que abateu dois aviões indianos e capturou um piloto

Washington Post - Índia e Paquistão podem não ir à guerra, mas a tensão está aumentando

Le Monde - Por que Índia e Paquistão estão envolvidos em nova onda de violência?

New York Times - Imran Khan diz que vai liberar piloto indiano



Primeiro-ministro do Canadá enfrenta denúncias

Queridinho da política internacional, Justin Trudeau está enfrentando o primeiro escândalo de seu governo. A ex-procuradora-geral Jody Wilson-Raybould afirma que foi pressionada por pessoas próximas de Trudeau a não bsucar ações legais contra uma empreiteira suspeita de fraude. A empresa SNC-Lavalin é acusada de ter pago subornos à família da Muammar Gaddafi, na Líbia, para conseguir contratos no país. Jody, que renunciou ao cargo em razão do escândalo, afirma que recebeu “ameaças veladas” e ouviu que sua decisão de processar a empresa ia contra os interesses do primeiro-ministro. O escândalo pode custar a reeleição de Trudeau em outubro.

Saiba mais:

The Guardian - O caso que pode derrubar Justin Trudeau explicado

BBC - Trudeau e Wilson-Raybold: O caso que pode derrubar o primeiro-ministro



O que rolou na Venezuela nessa semana

Enquanto Juan Guaidó, o autodeclarado presidente venezuelano, se encontrou com representantes do Grupo de Lima e viajou para Brasil e Paraguai na tentativa de buscar uma solução para o país, Rússia e Estados Unidos se movimentavam no Conselho de Segurança da ONU. Os Estados Unidos pediram para que a Organização das Nações Unidas trabalhasse para garantir eleições na Venezuela. Por outro lado, a Rússia - um dos poucos países que ainda reconhece Nicolás Maduro como o presidente legítimo da Venezuela - apresentou uma proposta chamando a atenção para o uso de ajuda humanitária como ferramenta política e pediu para que a autonomia Venezuelana seja mantida. Nenhuma das propostas foi aprovada.

Saiba mais:

Bloomberg - EUA apresentam resoluções para Venezuela no Conselho de Segurança da ONU

Reuters - Conselho de Segurança vota em propostas opostas dos EUA e da Rússia

Semana - Juan Guaidó: “Eu não quero guerra, quem apresenta essa opção é Nicolás Maduro”

GZero Media - O plano de Guaidó falhou. O que acontece agora?



Eleições confusas no Senegal

A população do Senegal foi às urnas para escolher um presidente no último domingo. Embora a votação ainda não tivesse terminado na segunda-feira, o presidente Macky Sall saiu dizendo que tinha sido reeleito. A oposição dizia que o resultado indicava a necessidade de um segundo turno. Os resultados oficiais só foram anunciados na quinta-feira, confirmando a reeleição de Sall. O presidente tem uma boa aprovação, tendo promovido um crescimento econômico de 6% no Senegal, o maior da África, durante seu primeiro mandato.

Saiba mais:

Le Monde - Eleições no Senegal: confusão quanto a resultados iniciais

Miami Herald - Comissão eleitoral do Senegal faz alerta quanto a declarar resultados antecipadamente

Reuters - Presidente do Senegal declara vitória, mas oposição nega

Reuters - Presidente do Senegal é reeleito com 58% dos votos



Será que o Brexit vai ser cancelado?

A ladainha do Brexit continua. Afinal faltam apenas 28 dias para que a saída aconteça, com acordo ou sem. Com a água batendo na b.. o líder da oposição, Jeremy Corbyn, resolveu finalmente defender um novo referendo caso a proposta de saída apresentada pelo partido trabalhista seja negada na semana que vem. A ideia é apresentar à população a opção do acordo de May ou a opção de continuar na União Europeia. Por sua vez, Theresa May prometeu apresentar uma nova proposta ao parlamento até o dia 12 de março e votar na possibilidade de adiar a saída até que se chegue a um acordo que agrade à maioria dos políticos.

Saiba mais:

El País - Trabalhistas apoiam um segundo referendo sobre o Brexit

The Guardian - Jeremy Corbyn: vamos apoiar novo referendo para evitar saída sem acordo

BBC - Theresa May sugere adiar Brexit

El País - May cede e abre as portas para adiar Brexit

The Guardian - Partido trabalhista pode aprovar acordo de May em troca de novo referendo



Trump está em apuros

O ex-advogado de Trump, Michael Cohen, foi sabatinado pelo congresso americano sobre sua relação e seus negócios com o Presidente Donald Trump. Declarando-se culpado de nove crimes, incluindo evasão fiscal e violação de finanças de campanha, Cohen chorou e disse que Trump é “racista” e “trapaceiro”. Por mais de uma década Cohen foi advogado pessoal de Trump e, durante o depoimento, foi bastante crítico tanto ao caráter do presidente americano quanto a suas decisões políticas. Cohen pode ter provas de que a Rússia interferiu no resultado das eleições.

Saiba mais:

Washington Post - Michael Cohen faz depoimento sobre caráter de Trump

Washington Post - Os comentários de Michael Cohen sobre Trump, com anotações

The Guardian - Michael Cohen acusa Trump ‘racista’ de conspiração

The Guardian - Alegações de Michael Cohen colocam Trump em risco

New York Times - Opinião: Moralidade e Michael Cohen



Enquanto isso, no Vietnã…

Trump deixou de forma abrupta o encontro com Kim Jong-un, encerrando a cúpula que buscava um acordo pelo fim do programa nuclear da Coreia do Norte sem qualquer decisão. Trump disse que Jong-un pedia pelo fim total das sanções que os Estados Unidos impõem na Coreia do Norte. Kim Jong-un, por sua vez, disse que seu país pediu apenas pelo fim das sanções que afetam diretamente o povo coreano e não as sanções militares.

Saiba mais:

Le Monde - De frente com Kim Jong-un, a diplomacia de Trump falha

Clarín - Sem acordo, termina abruptamente encontro entre Trump e Kim Jong-un

Reuters - Colapso de encontro torna incerto futuro de acordo nuclear

New York Times - Conversa de Trump com Kim Jong-un vai a colapso e ambos os países fazem acusações

Quartz - Trump é o motivo pelo qual encontro não deu certo



Primeiro-ministro de Israel é acusado de corrupção

Às vésperas das eleições em Israel o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu foi acusado de uma série de crimes de corrupção. Um político de confiança do governo de Netanyahu fez a denúncia, alegando que o primeiro-ministro esteve envolvido em casos de fraude, recebeu propina e quebrou a confiança do povo. Netanyahu está no comendo do estado judeu desde 2009, mas tem enfrentado críticas e deserções em seu governo. As eleições gerais em Israel estão marcadas para 9 de abril.

Saiba mais:

The Times of Israel - Denúncias mudam rumo das eleições, revela pesquisa

New York Times - Políticos de centro juntam forças contra Netanyahu

New York Times - Netanyahu responde a denúncias

Foreign Policy - Israelenses dirão adeus a Bibi?

CNN - Netanyahu deve virar réu após acusações de corrupção



O Brasil lá fora…

Como a imprensa internacional enxergou o Brasil nessa semana…

Euronews - Governo de direita no Brasil pede que crianças leiam slogan do presidente

Reuters - Bolsonaro revoga medidas que enfraqueciam leis de transparência

Washington Post - Bolsonaro elogia ditador paraguaio

Reuters - Senado brasileiro aprova lei de segurança depois de colapso de mina matar centenas de pessoas

Já pensou enviar a seus clientes internacionais notícias sobre o Brasil em inglês? Ou deixar seus parceiros informados sobre o seu ramo de negócios? A Teksto pode te ajudar!


Somos uma agência de produção de conteúdo bilíngue e tradução e temos a solução para todas as suas necessidades de marketing digital. Entre em contato!




0 visualização
ContatO
Contact info
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Twitter Icon

©Teksto